quinta-feira, 20 de maio de 2021

Pacientes com Covid-19 que precisam de UTI em Patos serão levados para Campina Grande e Cajazeiras devido a lotação hospitalar


Os pacientes com Covid-19 da cidade de Patos que necessitarem de tratamento em Unidade de Terapia Intenstiva (UTI), deverão ser encaminhados para unidades de saúde em Campina Grande ou Cajazeiras.

O Complexo Regional Hospitalar da cidade está com a ocupação máxima nos leitos de UTI.

De acordo com o levantamento diário do Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, na manhã desta quinta-feira (20), apenas dois dos 32 leitos de UTI Covid não estavam ocupados. Já dos 35 leitos de enfermaria, também destinados a pacientes com Covid-19, 34 estão ocupados.

O secretário da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Geraldo Medeiros, disse em entrevista nesta quinta-feira (20), que devido ao colapso hospitalar na unidade, os pacientes que precisarem de UTIs, serão remanejados para o Hospital Regional de Cajazeiras e para o Hospital de Clínicas de Campina Grande, no caso dos que precisam de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e para o Hospital Infantil Noaldo Leite, caso seja preciso leito de enfermaria.

Um levantamento feito pelo Conselho Regional de Medicina (CRM-PB), apontou que todos os hospitais de referência no combate à Covid-19, no Sertão da Paraíba, a exemplo de os Patos, Cazajeiras e Pombal estão sobrecarregados.

Em relação a um vídeo mostrando o momento em que várias ambulâncias com pacientes com Covid-19 chegam até o Complexo Regional de Patos, a direção emitiu uma nota explicou que a situação ocorreu em função dos veículos terem chegado na unidade num mesmo momento e ter que esperar a admissão dos pacientes como é praxe em qualquer unidade de saúde.

A direção destacou também que “uma mudança muito rápida no crescimento de solicitação de vagas pela Central de Regulação, o que motivou a chegada de ambulâncias simultaneamente. Mas, todos os pacientes foram admitidos já que tinham sido regulados e já foram encaminhados com a certeza de que ao chegar na unidade já teriam assegurado seus leitos para internação. Portanto, apesar da fila que se formou em função da admissão, todos os pacientes foram acolhidos e admitidos sem nenhum prejuízo em seus quadros clinico”.

De acordo com o Centro Estadual de Regulação Hospitalar, 93 pacientes diagnosticados com a doença foram internados em hospitais do estado nas últimas 24h. Ao todo, 873 pacientes estão internados nas unidades de referência.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only