quinta-feira, 20 de maio de 2021

Casos de embriaguez ao volante aumentam e preocupam a PRF, na Paraíba


Maio Amarelo – No mês de conscientização da gravidade dos acidentes de trânsito, a PRF alerta sobre os riscos de se dirigir sob efeito de álcool. Em 2020, dirigir embriagado foi a principal causa de mortes nas rodovias federais da Paraíba.

“Respeito e Responsabilidade: pratique no trânsito.” Esse é o slogan da Campanha Maio Amarelo 2021. Durante todo o mês de maio, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificará as ações de educação para o trânsito e de fiscalização das principais condutas responsáveis por causar acidentes graves. Na Paraíba, os dados de acidentes de trânsito nas rodovias federais mostram que, infelizmente, a irresponsabilidade ainda é responsável por acidentes graves.

No ano de 2020, apesar da redução expressiva no fluxo de veículos decorrente das medidas restritivas e isolamento social surgidos em decorrência da Covid-19 e a redução nos números de acidentes, feridos e mortos, um dado chamou a atenção de forma negativa no perfil dos acidentes.

A PRF registrou um aumento expressivo no número de pessoas que perderam a vida em acidentes que tiveram como causa a ingestão de bebidas alcoólicas, sendo apontada como a principal causa de óbitos em acidentes de trânsito nas rodovias federais em 2020, com um aumento de 40% quando comparado com o ano de 2019.

Do total de pessoas que perderam a vida em acidentes de trânsito nas rodovias paraibanas, 26% delas estavam envolvidas em acidentes que tiveram como causa a mistura perigoso e criminosa que é dirigir sob efeito de álcool. Os dados assustadores revelam o comportamento de muito motoristas que trafegam nas rodovias federais da Paraíba. Em 2020 foram flagrados 826 motoristas dirigindo sob efeito de álcool. Este ano, o número de motoristas dirigindo embriagado já chega a 210.

No Brasil, em 2020 a ingestão de álcool foi responsável pela causa de 5.070 acidentes, com 336 mortes nas rodovias federais do país. Ao todo, 5.666 pessoas foram presas pela PRF dirigindo embriagadas em rodovias federais brasileiras. Dirigir sob efeito de álcool gera uma multa gravíssima, no valor de R$ 2.934,70, além de ter como medida administrativa a suspensão do direito de dirigir.

Com as mudanças ocorridas este ano no Código de Trânsito Brasileiro, o motorista que for flagrado dirigindo embriagado e se envolver em acidente de trânsito que cause lesão corporal ou a morte de alguém não poderá mais cumprir penas alternativas como era anteriormente previsto, sendo condenado a pena privativa de liberdade, ou seja, prisão.

A PRF estará durante todo o mês de maio intensificando as ações de educação para o trânsito, trazendo, entre outros temas, a embriaguez ao volante, riscos e consequências. As ações estão sendo realizadas em todo estado, através de palestras em fábricas, instituições públicas e privadas e durante as abordagens. O tema também tem sido tratado em escolas para crianças e adolescente através do ambiente virtual. No trânsito, responsabilidade salva vidas.

Ascom – PRF

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only