terça-feira, 25 de maio de 2021

Caminhão com oxigênio chega a Patos antes do horário previsto e Complexo já está com o pleno reabastecimento do insumo


O caminhão extra com oxigênio vindo do polo petroquímico do Cabo de Santo Agostinho, em Suape (PE), que tinha previsão de chegada em Patos por volta do meio dia, chegou à cidade por volta das 11h da manhã desta terça-feira (25) e já se encontra estacionado no pátio do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) realizando o reabastecimento da unidade. 

A operação para assegurar o reabastecimento do insumo na unidade envolveu uma força tarefa que trabalhou desde o começo da noite de ontem e passou a madrugada de prontidão e envolveu a transferência de pacientes para CG e a aquisição emergencial de cilindros de oxigênio e deste caminhão extra que acaba de chegar. “O importante é que não houve prejuízo da assistência aos pacientes da unidade”, comemora o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes.

A Força Tarefa foi necessária e reuniu profissionais e a direção dos hospitais de Trauma e de Clínica de Campina Grande, a direção geral, direção técnica e todas as coordenações do setor Covid e de Enfermagem do CHRDJC e ainda o secretário executivo de gestão hospitalar, Daniel Beltrammi, em função da quebra na cadeia de fornecimento deste insumo para Patos provocada pelo acidente com o caminhão que faria o reabastecimento do hospital nesta segunda-feira. 

“Isso é o tipo da coisa que não podemos prever. Mas, tínhamos uma reserva de cilindros na unidade, conseguimos outros cilindros, perfazendo um total de 80 unidades e transferimos, por excesso de segurança e cuidado, nove pacientes que precisavam de um aporte maior de oxigênio, e o importante é que no final deu tudo certo”, reitera Francisco, agradecendo, especialmente, o empenho do secretário Daniel Beltrammi. “Ele foi um importante interlocutor e agente para que o caminhão extra chegasse o mais rápido possível e para que conseguíssemos mais cilindros até o pleno reabastecimento de nossa unidade”, finalizou Francisco Guedes.

Sobre o acontecido

O abastecimento de oxigênio do Complexo de Patos, que está sendo feito três vezes por semana, sofreu descontinuidade por causa de um acidente envolvendo o tombamento do caminhão da empresa SOS Oxigênio que iria reabastecer o hospital neste dia 24 e outras unidades de saúde de Patos, provocando uma quebra na cadeia de fornecimento deste insumo.

Assessoria

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only