quinta-feira, 20 de maio de 2021

Acusado de matar ex-namorada a tiros é condenado a mais de 16 anos de prisão, na Paraíba



O jovem acusado de matar a ex-namorada em dezembro de 2020, na cidade de Pedras de Fogo, Litoral Sul da Paraíba, foi condenado a mais de 16 anos de prisão.

Pâmela Neri Ramos Quinzinho, de 16 anos, foi assassinada em frente à casa onde morava com a avô.

A adolescente havia terminado o relacionamento com Denylson da Silva Marques, de 20 anos, há cerca de três meses antes do crime.

Segundo familiares, a relação dos dois era bastante conturbada e marcada por brigas e violência. Pâmela era constantemente agredida com tapas, chutes, socos e ainda era ameaçada de morte pelo namorado, em virtude de supostas traições cometidas por ela. Por não suportar a situação, ela terminou relacionamento.

Inconformado com a separação, Denylson matou Pâmela com um tiro na cabeça. Ele foi preso dois dias depois.

O julgamento ocorreu no fórum de Pedras de Fogo nessa terça-feira (18) e Denylson foi condenado a 16 anos e 6 meses de prisão em regime fechado pelo crime de feminicídio, conforme apurou o Notícia Paraíba.

Ele vai cumprir a pena na Penitenciária de Segurança Máxima Doutor Romeu Gonçalves de Abrantes, PB1, em João Pessoa.

Foto- Portal T5

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only