quinta-feira, 8 de abril de 2021

Oncologista do Hospital do Bem lembra importância da prevenção no Dia Mundial de Combate ao Câncer


Em 2020, cerca de 19 milhões de novos casos de câncer foram registrados no mundo, sendo 1,5 milhão no Brasil, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). No ano passado, 260 mil brasileiros não resistiram doença e na Paraíba, outras 8,4 mil pessoas faleceram em decorrência de complicações pelo câncer. Considerado um dos maiores problemas de saúde, o câncer se destaca entre as principais enfermidades letais em pessoas que vão a óbito antes dos 70 anos de idade. Mas, há um cuidado básico que pode até evitar a doença e salvar muitas vidas: a prevenção. “A prevenção reside em poder evitar o surgimento do câncer e o desenvolvimento de uma doença tão grave quanto essa. Algumas ações, tipo abandonar o tabagismo, limitar o uso de bebidas alcoólicas e realizar exames que auxiliam na detecção precoce de tumores são algumas destas condutas que fazem a diferença na vida de qualquer indivíduo”, destaca a médica oncologista do Hospital do Bem de Patos, Dra. Nayarah Xavier.

O alerta da médica, responsável pelo ambulatório do Hospital do Bem, que integra a rede estadual de saúde e atende casos de câncer no sertão paraibano, é bem oportuno, principalmente, na data em que se comemora Dia Mundial de Combate ao Câncer. “O exame de Papanicolou para prevenção de câncer de colo uterino e a mamografia para evitar diagnósticos tardios de câncer de mama, sobretudo nas mulheres a partir dos 40 anos de idade, e do exame de próstata, nos homens, a partir dos 50 anos, são exemplos de cuidados preventivos que fazem a diferença no tratamento, sobrevida, qualidade de vida e até mesmo na própria sobrevivência dos indivíduos, porque disso também depende o sucesso terapêutico e, por conseqüência, a própria cura definitiva da doença”, reitera a oncologista.

Sobre o Hospital do Bem


A unidade tem 25 leitos e uma sala de quimioterapia com capacidade para atender dez pacientes simultaneamente. O Hospital, que integra o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC), atende em média 300 pacientes de oncologia clínica/mês, com casos de câncer de próstata, mama, colo de útero e pele, ofertando serviços ambulatoriais, quimioterapia e cirurgia, além de diversos exames que são feitos no Centro de Diagnóstico, que funciona nas instalações do Complexo Hospitalar de Patos. Em março último, foram realizadas 247 sessões de quimioterapia. Durante a pandemia, o Hospital do Bem manteve suas atividades, adotando critérios mais rígidos de controle em função dos pacientes oncológicos terem sua imunidade mais baixa.

“Restringimos a entrada de pessoas no setor de quimioterapia apenas para pacientes e funcionários do setor, não permitindo provisoriamente a entrada de acompanhantes, e seguimos todos os protocolos adotados pelas autoridades sanitárias e, por isso, não precisamos suspender nossas atividades, até porque sabemos que quem tem câncer, também tem pressa e não pode ter seu tratamento descontinuado”, afirma o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes. A unidade que todos os anos fazia ações comemorativas em alusão ao Dia Mundial de Combate ao Câncer, este ano, em função da pandemia, não realizou as atividades. “O momento pede mais reflexão que ação e nos impede de fazer algo que aglomere pessoas”, finaliza o diretor justificando a ausência de ação comemorativa no dia de hoje.

Asssessoria

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only