quinta-feira, 4 de março de 2021

Direção do Complexo de Patos alerta para ocupação de leitos de UTI e enfermarias Covid e destaca crescimento de casos e internações


Com picos de ocupação de leitos de UTI Covid oscilando entre 75% e 85% e de Enfermarias Clínicas Covid entre 65% e 80% e com dados que comprovam um crescimento de demanda para este setor, a direção do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) chama atenção para a população redobrar os cuidados neste momento em que novo pico da pandemia está lotando os hospitais públicos e privados referência para a doença em todo o país. “O momento é de alerta. Se o sistema colapsar, ou seja, se houver uma demanda de pacientes maior que a capacidade de leitos, infelizmente, vamos vivenciar também em Patos o que estamos assistindo país afora e não queremos chegar a isso”, alerta o diretor geral do CHRDJC, Francisco Guedes.

Dos 26 leitos de UTI Covid do Complexo, 21 deles estão ocupados, nesta quinta-feira (04), com pacientes que necessitam de cuidados intensivos para superar as intercorrências da doença. O relatório de gestão do setor Covid do hospital aponta ainda que dos 20 leitos de Enfermarias Clínica Covid, 15 deles estão ocupados nesta data com pacientes com coronavírus.


“A taxa de ocupação da UTI vem se mantendo elevada e estamos constatando, pelo aumento de internações, a expansão do contágio, por isso estamos em estado de alerta permanente”, reforça o diretor geral do Completo, Francisco Guedes, lembrando que as autoridades sanitárias não apenas da Paraíba, mas do Brasil apontam um março negro’ de aumento de casos, repercussão das aglomerações do período carnavalesco e do descuido e relaxamento de medidas por parte da população. “As medidas restritivas impostas por prefeitos e governadores não são à toa. Precisamos frear essa onda de contaminação e só conseguiremos baixar essa curva de contágio com a população se expondo o menos possível”, reforça a diretora clínica do CHRDJC, Dra. Jaqueline de Andrade (foto acima), lembrando que a cobertura vacinal ainda é muito baixa e não há outra forma de conter o avanço da contaminação que não tendo os devidos cuidados.

“As unidades de saúde tanto públicas, quanto privadas, têm seu limite de atendimento. Nós não podemos colapsar o sistema de atendimento, porque se isso ocorrer as pessoas podem necessitar de um leito e não ter disponível como já ocorre em alguns estados do país. Então, a única forma de evitar isso é conter o avanço da doença e, neste aspecto, a população tem um papel fundamental para contribuir evitando aglomerações, usando a máscara e mantendo as medidas de higiene. São ações simples, mas extremamente eficazes que só requer boa vontade e bom senso”, finaliza o diretor do Complexo (foto abaixo).


Dados COVID no Brasil e na Paraíba

O boletim oficial de evolução da Covid no país, disponibilizado no link https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&q=dados+covid+atualizados+no+B+rasil com dados até 03.03.21, demonstra que o Brasil já atingiu a marca de 10.718.630 de pessoas infectadas pelo Covid-19, das quais 9.548.315 se recuperaram da doença, no entanto, quase 260 mil brasileiros (259.271) não tiveram a mesma sorte e morreram devido a complicações do coronavírus. Na Paraíba 224.287 pessoas foram infectadas, das quais 164.712 conseguiram se recuperar. Contudo, 4.588 paraibanos foram a óbito por complicações do Covid-19.

Assessoria

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only