quarta-feira, 10 de março de 2021

Complexo de Patos amplia assistência com mais seis leitos de UTI e 12 leitos de enfermarias clínica e passa a contar com 64 leitos para Covid


A direção do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) anunciou nesta quarta-feira (10) mais uma ampliação de leitos de UTI e Enfermaria Clinica Covid. Eram 20 leitos de enfermaria Covid e agora foram implantados mais 12 leitos, totalizando 32. A ampliação também atingiu a UTI, com seis leitos. Com isso, o isolamento para tratamento de doentes com coronavírus passa a contar com 32 UTIs Covid e 32 enfermarias, totalizando 64 leitos direcionados a pacientes com a doença na unidade. O anúncio da ampliação acontece no dia em que, novamente, a UTI Covid atinge sua capacidade máxima de ocupação com pacientes graves. “Não estamos medindo esforços para ampliar os leitos de paciente com Covid e esse remanejamento de espaços está dentro deste contexto que representa o esforço e empenho da rede estadual de saúde na assistência aos pacientes com coronavírus”, afirma o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes.

A ampliação a que o diretor se refere, diz respeito a um remanejamento interno que recolocou pacientes dos setores de AVC e Cardiologia que agora ficarão em enfermarias instaladas no Hospital do Bem e também reativou uma enfermaria que estava em reforma. “Estamos isolando as enfermarias que funcionavam esses dois setores, ampliando assim em 12 vagas a enfermaria clínica covid, sem prejuízo algum de assistência a esses pacientes e os da ortopedia que serão relocados para as enfermarias do Hospital do Bem e ainda ocupamos uma enfermaria que estava em reforma para relocar alguns pacientes”, explica Francisco.

Ele reforça a gravidade da situação de aumento dos casos graves da doença e reitera que as unidades de saúde que atendem pacientes com Covid atuam em rede. “Nós temos uma atuação em rede que possibilita que quando uma unidade lote, outra receba o paciente, mas, mesmo assim, a rede tem limites também, então, na atual conjuntura a população também precisa fazer sua parte e ajudar as autoridades no que lhes compete para evitar ampliar a disseminação da doença”, reitera ele, lembrando que as medidas preventivas são simples e fáceis de serem cumpridas. “Lavar as mãos, usar máscaras e evitar aglomerações são basicamente as ações que as pessoas precisam seguir até boa parte da população estar vacinada”, lembra Francisco, destacando que a abertura de novos leitos exige toda uma logística que não incluiu apenas a disponibilidade de espaços físicos, mas de equipamentos, pessoal, equipes, insumos e outras questões.

Mais leitos no sertão e agreste

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) está ampliando a oferta de leitos para o tratamento do novo coronavírus no Sertão e no Agreste. Os equipamentos para a abertura de 38 novos leitos já foram enviados para os municípios de Patos, Cajazeiras e Campina Grande. Até o final deste mês, o Governo do Estado ampliará sua rede de referência em 287 leitos, para atender a população. Atualmente, a Paraíba dispõe de 1.003 leitos para atendimento Covid-19, sendo 428 de UTI e outros 578 de enfermaria.

Ainda no Sertão, a UPA de Cajazeiras passará a atender exclusivamente casos de síndrome gripal e o Hospital Regional de Cajazeiras receberá um incremento no número de leitos de UTI. A unidade sairá de 13 para 23 leitos de UTI, além dos outros cinco de Unidade de Decisão Clínica (UDC) já disponíveis no Hospital Regional.

De acordo com Daniel Beltrammi, a ampliação de leitos vem para tentar suprir a demanda crescente de casos moderados e graves da Covid-19, que precisam de internação. "O estado não mede esforços para prestar assistência adequada à população Paraíba, porém é preciso lembrar que os recursos não são infinitos. A abertura de leitos depende de recursos, insumos, medicamentos e também da contratação de profissionais qualificados, não são apenas camas e respiradores", enfatizou ele, destacando que o momento atual é de cautela e preservação da vida.





Assessoria

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only