segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Distribuição das cargas de vacina da Covid-19 terá esquema de segurança e escolta na Paraíba


Um efetivo de policiais da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar estará por meio de viaturas, fazendo a segurança na escolta e distribuição das vacinas previstas para chegar na noite desta segunda-feira (18) na Paraíba. Em entrevista ao ClickPB, o Secretário de Segurança do Estado, Jean Nunes, explicou que todo o efetivo está a postos para assegurar a logística do transporte nas localidades especificadas pelo Governo do Estado, para garantir a guarda segura dos imunobiológicos durante seu armazenamento nos serviços, bem como na sua distribuição.

Até o momento, estima-se que serão 92.960 doses da vacina Coronavac que chegarão no Aeroporto Castro Pinto. Após a descarga, a PF e PRF farão as escoltas até os locais de distribuição. Logo após, a Polícia Militar fará o transporte até todos os 223 municípios.

“A PF e PRF fará o transporte e a escolta até os locais indicados pelo Governo do Estado, a partir daí, a Polícia Militar assume o transporte para as regionais de saúde e dos municípios. Nós estamos empregando a logística do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Estamos dependendo da quantidade de volume que chegará para poder readequar o efetivo. Tudo será feito em 24h”, garantiu o gestor.

Segundo informações obtidas pelo ClickPB, as secretaria de Segurança e da Saúde estão ajustando detalhes junto ao Ministério da Saúde e as forças de segurança para finalizar os encaminhamentos acerca da logística de segurança no transporte das doses.

Nunes destacou que o transporte, bem como toda a logística da distribuição e a aplicação da vacina, terão segurança garantidas, mas destaca que mais detalhes serão divulgados conforme o planejamento que está sendo feito desde domingo entre os órgãos envolvidos.

Serão contemplados com essa primeira remessa 34% do previsto dos trabalhadores da saúde (42.925), 10.432 indígenas aldeados, 1.212 pessoas idosas em instituições e 120 pessoas com deficiência que estejam institucionalizadas.

Emmanuela Leite – ClickPB

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only