sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Pernambuco suspende carnaval de 2021 devido à pandemia da Covid-19


Por meio de nota, o Galo da Madrugada informou que “recebeu a notícia dentro de um prognostico já considerado”.

“A pandemia não deu trégua. Infelizmente. Cada dia que se passava, ficava mais previsível e não tem condições de fazer o carnaval em fevereiro nessas circunstâncias”, afirmou a direção da agremiação.

Ainda segundo o clube de máscaras, a exemplo de outros estados, será preciso partir para o plano B: adiar o carnaval e o desfile do Galo para outra data.

“O Galo vai fazer 43 anos e essa é a primeira vez que existe um fato para adiar o nosso desfile e também o carnaval de Pernambuco. Espero que isso nunca mais venha ocorrer. É assim que torcemos”, afirmou anota da agremiação.

Por fim, o Galo disse que “continuaremos nos cuidando e trabalhando pra realizar o desfile, assim que for possível. E para levar novamente a alegria para todos os nossos foliões”.

Bares e restaurantes

O governo também definiu um limite de 300 pessoas para o funcionamento de bares e restaurantes no estado. Frequentemente, estabelecimentos têm registrado aglomerações e desrespeito às medidas de prevenção à Covid-19.

“A partir de sábado (19), bares e restaurantes poderão funcionar com, no máximo, 300 pessoas. Esses estabelecimentos tinham regras específicas de funcionamento, mas não havia uma quantidade teto. Entendemos que é necessário manter essa atividade funcionando, mas, em conversas com o setor, decidimos adotar medidas de controle”, disse o secretário.

Calamidade pública até junho

Também nesta quinta-feira (17), o governo estadual decretou a manutenção do estado de calamidade pública devido à pandemia da Covid-19. O decreto é válido por 180 dias, a partir de 1º de janeiro de 2021 até 30 de junho do mesmo ano.

Publicado no Diário Oficial, o decreto 49.959 considerou a “inexistência de um cronograma definido de início e de conclusão do processo de imunização brasileira contra o coronavírus”. A determinação também levou em conta a “necessidade de manutenção das medidas sanitárias e administrativas voltadas ao enfrentamento da pandemia”.

Com isso, a administração pública estadual deve continuar a “adotar todas as medidas necessárias ao enfrentamento ao estado de calamidade pública”.

Covid-19 em Pernambuco

Foram confirmados, nesta quinta-feira (17), 1.646 casos e 22 mortes por Covid-19 em Pernambuco. Com isso, o estado passou a totalizar 203.497 infectados e 9.361 óbitos devido ao novo coronavírus. A contabilização teve início no dia 12 de março.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only