quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Natural de Teixeira jovem tatuador retorna ao Brasil após temporada em Portugal


Natural de Teixeira do Paraíba, mas criado desde os seus seis anos de idade em Eunápolis - onde morou de 1998 a 2019, o tatuador Lukinhas Game Over, retorna a cidade depois de passar uma temporada de um ano e meio em Portugal. Em Eunápolis, ele pretende mostrar tudo que aprendeu sobre sua profissão na Europa. “Quero compartilhar toda essa bagagem e utilizar todo material importado que, dificilmente, temos acesso aí”, destacou o tatuador.

Lukinhas conta que desde pequeno gostou de desenhar e, por incentivo de um amigo, o tatuador de Eunápolis Hector Ruiz, começou a fazer tatuagens. “Ele disse que eu tinha um traço bom, que daria certo trabalhar como tatuador”, contou. De 2016 a 2017, ele trabalhou durante um ano e meio do estúdio de tatuagem de Hector.

Neste período aproveitou para fazer cursos na área para aprimorar a sua técnica e participou de concursos de tatuagem da região. No primeiro que se inscreveu, em Itabuna, garantiu o segundo lugar. A boa colocação o incentivou a seguir na área. “Depois conquistei mais dois prêmios, um em Ilhéus e outro em Teixeira de Freitas, resolvi então ir para Portugal investir na minha carreira”, disse ele.

Em um ano em meio em Portugal, além de conquistar vários clientes, Lukinhas foi convidado a participar do ”Tatoo Fight Covid-19”, um livro que reuniu alguns dos melhores tatuadores portugueses em uma ação solidária em prol das instituições que trabalham no combate a pandemia do Coronavírus, na região de Porto, em Portugal. “Apesar de eu não ser português tive o prazer de participar dessa importante iniciativa”, comemora.

MAIS CONHECIMENTO NA BAGAGEM – Segundo Lukinhas, em Portugal ele teve a oportunidade de aprimorou sua técnica. Quando saiu de Eunápolis, ele trabalhava com a técnica pontilhismo, que possui um preenchimento demanda tempo, perfeição e precisão, que surgiu na década de 90.

Em Portugal aprendeu técnicas mais atuais como “preto e cinza”, “colorida” – por meio de aquarelas - e “cobertura”. “Gosto de todas as técnicas, mas com a técnica de Cobertura é gratificante ver a reação satisfação de um cliente ao ver que foi possível recuperar uma tatuagem malfeita”, ressalta Lukinhas.

EM JANEIRO EM EUNÁPOLIS NOVAMENTE – A partir do dia 05 de janeiro, os amantes de tatuagem de Eunápolis e região, terão a oportunidade de ter acesso a todo esse conhecimento e material adquirido por Lukinhas em Portugal. Ele estará atendendo no Epidemia Tattoo Studio, de seu amigo e grande incentivador, Hector Ruiz, em Eunápolis.

Quem quiser já garantir uma vaga na agenda do tatuador pode entrar em contato por meio dos WhatsApp (073) 9 9904-7147 ou +351 920 360 540 e pelo e-mail : Lukinhagameovertattoo@gmail.com.

Postar um comentário

Whatsapp Button works on Mobile Device only